Conversas suspensas em período de confinamento

Publicado por Joaquim Forte

Informação de | Tags : , ,

O ciclo “Conversas Fora da Caixa”, organizado pelo Curtir Ciência, foi suspenso durante a vigência das medidas restritivas decretadas pelo Governo. Iniciativa arrancou em dezembro de 2020 e previa um conjunto de debates mensais até novembro deste ano.

Logo que sejam levantadas as medidas restritivas, que impedem atividades não essenciais, o ciclo regressará no formato digital e presencial. “Conversas Fora da Caixa” quer ser mais do que um ciclo de debates ou palestras, seguindo antes um modelo em que pontifica, além do convidado de cada encontro, um “facilitador” de conversa, dando igualmente espaço a intervenções do público.

Este ciclo, esclarece Sérgio Silva, Diretor Executivo do Curtir Ciência, começou a ser preparado no final de 2019 para arrancar no início deste ano, mas “a nossa intenção esbarrou no obstáculo chamado Covid-19”. Aliás, a pandemia continua a provocar incerteza quanto ao cumprimento do calendário previsto. A conversa deste mês de janeiro foi suspensa em virtude das fortes medidas restritivas aconselhadas pelas autoriddes de saúde e derectadas pelo Governo.

“Optou-se por suspender as conversas de janeiro e de fevereiro. Se a situação pandémica evoluir de forma positiva, como todos esperamos, o Centro Ciência Viva de Guimarães retomará a programação definida no que a este ciclo de conversas diz respeito”, assegura Sérgio Silva.

O ciclo, com periodicidade mensal, começou no dia 17 de dezembro, data do quinto aniversário do Centro Ciência Viva de Guimarães. O encontro inaugural foi protagonizado por Paulino Carvalho, responsável pela paróquia de Nª Srª da Oliveira, no Centro Histórico vimaranense.

“A intenção deste ciclo”, conclui Sérgio Silva, “passa por incentivar a troca de ideias. Queremos recuperar o hábito dos chamados “café com ciência”, mas acima de tudo explorar as ligações que podem existir entre a Ciência e outras áreas do nosso quotidiano”.

 

btt