Alcanena, Capital da Pele, “inspira-se” no Curtir Ciência

Publicado por Joaquim Forte

Informação de | Tags : , , , , ,

Alcanena, Capital da pele, inspira-se no Curtir Ciência

Uma comitiva da Câmara Municipal de Alcanena liderada pela presidente do Executivo, Fernanda Asseiceira, visitou esta semana o Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

Uma visita plena de simbolismo. Por um lado, porque o Município de Alcanena é, desde 2012, Capital da Pele (título que tem por base a forte presença da atividade do tratamento de peles naquele território) e, por outro, porque o Centro Ciência Viva de Guimarães está instalado numa antiga fábrica de curtumes, na designada Zona de Couros, um antigo quarteirão fortemente marcado pela presença desta atividade.

De resto, a visita deve ser enquadrada no processo de criação do Museu do Curtume em Alcanena, um projeto com alguns anos que está em vias de ser concretizado. Com esta ação, a comitiva de Alcanena pretendeu perceber, no local, o resultado do esforço de recuperação e reabilitação de uma antiga fábrica de curtumes e a sua adaptação a Centro de Ciência.

Acompanhada por Ricardo Costa, Vereador da Câmara Municipal de Guimarães, e por Sérgio Silva, Diretor Executivo do Curtir Ciência, a autarca de Alcanena percorreu todos os módulos do Ciência Viva vimaranense. No final elogiou o projeto expositivo e a reabilitação da Antiga Fábrica de Curtumes Âncora, levada a cabo pelo Município de Guimarães. Ao longo da visita, a comitiva teve ainda a oportunidade de perceber a importância que até há pouco tempo o setor dos curtumes teve em Guimarães, em particular na designada Zona de Couros, através das informações transmitidas pela investigadora Elisabete Pinto, autora de uma tese de Mestrado sobre o tema e que colaborou na elaboração dos conteúdos científicos de cariz histórico do Curtir Ciência.

Os curtumes representam uma atividade económica importante do concelho de Alcanena. A tal ponto que, além de ostentar o título de Capital da Pele, o Município tem apostado, ao longo dos últimos anos, no ambicioso projeto do Museu do Curtume, prevendo-se a sua inauguração em 2017. Um Museu que terá como objetivo central a preservação dos processos e métodos utilizados na curtimenta de peles desde o século XVIII e a criação de um centro de educação sobre a arte dos curtumes.

btt