AO LEME COM A CIÊNCIA

Publicado por Paulo Pereira

Informação de | Tags : , , , , , , , , , , , ,

AO LEME COM A CIÊNCIA |Estivemos no Festival de Ciência na Foz do Douro que assinalou o fecho do Cruzeiro Científico dos 20 anos Ciência Viva. 

O Curtir Ciência esteve presente no Festival de Ciência que assinalou, no Porto, o final do Cruzeiro Científico na caravela Vera Cruz, organizado pelo Ciência Viva, entre dois e nove de agosto. Destinada a assinalar os 20 anos do Ciência Viva, mas também com o objetivo de levar a Ciência a todo o público, o Cruzeiro atracou em vários portos do país.

A fechar a iniciativa, no dia nove, o Jardim do Passeio Alegre, na Foz do Douro, recebeu o Festival de Ciência, por onde passaram centenas de pessoas de todas as idades, atraídas pelas propostas oferecidas por várias instituições. O Curtir Ciência esteve presente com as suas secções de robótica e de reciclagem de termoplásticos.

 Ao longo de todo o dia (entre as nove e as 20 horas), o festival ofereceu demonstrações e manuseamento de robôs, observação solar e construção de instrumentos astronómicos, sensibilização sobre o cancro da pele, aquacultura, reciclagem, entre muitas outras.

No stand do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, os visitantes puderam experimentar as potencialidades da robótica, através do manuseamento de divertidos robôs, e conhecer como se processa a reciclagem de termoplásticos.

 O Laboratório da Paisagem de Guimarães também esteve presente neste festival, dando a conhecer o seu programa de Educação Ambiental, Investigação e Desenvolvimento, com destaque para a importância e as ameaças à biodiversidade através do conceito de espécies invasoras. O projeto STOL – Science Through Our Lives, parceiro do Curtir Ciência em diversas iniciativas, mostrou a sua Exposição “Homo numericus”, que dá respostas a perguntas aparentemente muito simples: Qual é a velocidade de um espirro? Quantas toneladas de alimentos ingere uma pessoa em toda a vida?

No Festival estiveram ainda presentes o CIIMAR – Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental, o I3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, os Centros Ciência Viva do Porto, Bragança e Vila do Conde, o Instituto Politécnico de Bragança, a Associação ALDEIA e o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Vila do Conde.

btt